Quarta-feira
20 de Setembro de 2017 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Previsão do tempo

Hoje - Cuiabá, MT

Máx
39ºC
Min
24ºC
Predomínio de

Hoje - Campo Grande, MS

Máx
35ºC
Min
21ºC
Predomínio de

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,12 3,12
EURO 3,73 3,73
LIBRA ES ... 4,21 4,21

Começam atendimentos da parceria da CIJ com Instituto CrerSer

O Tribunal de Justiça, por meio da Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ) e do Instituto CrerSer, deram início nesta terça-feira (12) aos atendimentos terapêuticos a crianças e a adolescentes, vítimas ou testemunhas de violência, além de seus familiares. O acordo entre o TJ e o instituto visa o oferecimento de terapia de constelação sistêmica a famílias em situação de fragilidade social.Segundo explica o psicólogo responsável pelos atendimentos, Denisval Pereira Andrade, num primeiro momento, ele realizou um encontro inpidual com o pai da criança e, a noite, o pai e sua família participaram do grupo de terapia de constelação sistêmica familiar. O próximo passo é começar o atendimento diretamente com a criança. Além desse grupo, outra família também foi selecionada para fazer o acompanhamento terapêutico. Em ambos os casos, as crianças selecionadas sofreram violência e estão inseridas em situações de vulnerabilidade social.O atendimento é possível graças ao acordo de Cooperação Técnica. Esta é mais uma ação da Coordenadoria da Infância e Juventude do TJMS em prol da criança e do adolescente, vítima ou testemunha de violência, e suas respectivas famílias. O tratamento pode ser utilizado, ainda, em situação de acolhimento, mediante a aplicação das técnicas da psicoterapia e da constelação familiar, conforme calendário a ser estabelecido de comum acordo entre o Instituto CrerSer e a CIJ, inicialmente pelo período de um ano.A Constelação Familiar busca uma abordagem sistêmica ao reconstruir a árvore genealógica de cada inpíduo, para que se possa analisar se os problemas atuais são frutos ou reprodução de problemas ou situações transgeracionais, ou seja, estigmas transmitidos pelos membros das famílias durante o tempo.Saiba mais – O método psicoterapêutico de abordagem sistêmica foi desenvolvido pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger e tem como foco o sistema familiar, pois a família, desde a primeira geração, é uma espécie de rede em que todos os integrantes estão conectados, mesmo que não se conheçam ou tenham vivido na mesma época.Assim, questões mal resolvidas em uma família podem conduzir seus integrantes – mesmo aqueles que não têm ou tiveram nada a ver com o problema – a um redemoinho de dor, sofrimento, tristeza e até solidão.O psicólogo Denisval Pereira Andrade, que está à frente dos atendimentos, é mestre em psicologia da saúde, com especialização em constelação sistêmica familiar.
13/09/2017 (00:00)
Visitas no site:  433608
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.